Veículos da marca estão entre os mais seguros, como mostra os resultados dos testes da Euro Ncap e Cesvi

O Ford Focus Titanium Plus 2.0 AT foi o veículo melhor avaliado na pesquisa feita pelo Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi Brasil), que elaborou um novo ranking dos veículos com melhor Índice de Segurança à venda no país, com critérios atualizados em relação às definições feitas em 2008. Já o Programa de Avaliação de Carros Novos para a Europa (Euro NCap) divulgou o resultado de uma nova bateria de testes que elegeu, entre os modelos testados, o Ford Edge. O veículo, único vendido no Brasil entre os modelos avaliados, conquistou cinco estrelas e obteve índice de proteção de 85% para ocupantes adultos, 76% para crianças e 67% para pedestres.

Segurança é um dos pontos fortes dos veículos fabricados pela Ford e isso graças aos constantes investimentos em tecnologia embarcada, como explica Apolo Figueiredo Rizk, diretor da Contauto, concessionária da marca no Estado. “Todos os automóveis da marca, por exemplo, apresentam versões com assistente de partida em rampa, recurso que evita o deslizamento do carro em locais íngremes. Diversos veículos da Ford contam ainda com alerta de permanência em faixa, capaz de identificar movimentação irregular do volante (sem a seta por exemplo), o que pode significar cansaço do condutor. Nesse caso, o volante do carro treme, e o sistema mantém o veículo dentro de sua faixa”, ressalta.

Já para quem precisa de ajuda na hora de estacionar pode contar com o assistente de estacionamento automático presente em algumas linhas, como Edge, Fusion e Focus, tanto para vagas paralelas como perpendiculares, além de assistente de ponto cego e sensor de fadiga. Recentemente, a marca também anunciou que seus veículos virão, em breve, com um inovador sistema de faróis antiofuscamento, que garante uma iluminação mais eficiente e evita o ofuscamento dos demais motoristas.

Outras diferentes inovações permitem salvar vidas. Uma delas é o auxílio de frenagem autônoma. Quando sensores detectam uma situação de emergência, o veículo aplica uma pressão adicional nos freios e, ao mesmo tempo, liga o pisca-alerta para evitar colisão traseira. “Já no caso de colisão com acionamento de airbag, todos os veículos Ford com sistema Sync e um smartphone conectado fazem ligação automática para o serviço de emergência 192, informando a localização do acidente”, completa Apolo.

Como exemplo do pioneirismo e vanguarda, o controle eletrônico de estabilidade, que será obrigatório em 2022, já está presente em diversos modelos da Ford, inclusive em alguns populares, como novo Ka, além do EcoSport, New Fiesta e Focus. O sistema, ausente em muitos veículos premium de outras marcas, evita capotamentos e reduz a gravidade de acidentes. Como ele faz isso? Detectando a perda de aderência dos pneus com a pista e acionando os freios ou reduzindo a rotação do motor.

Vale ressaltar que em junho deste ano, a Consumers International, organização global de grupos em defesa do consumidor, divulgou uma campanha para pressionar governos e montadoras para que elevem os requisitos de segurança mínimos dos veículos. Segundo eles, mais de 150 mil carros vendidos na América Latina em 2015 seriam reprovados em testes de segurança na Europa e nos Estados Unidos.

“Infelizmente, muitos consumidores continuam rodando em carros inseguros no Brasil. Muitos preferem seguir modismos ao invés de avaliar criteriosamente o custo-benefício de outras opções que carregam muito mais itens de segurança, capazes de salvar vidas”, ressalta o empresário.