Equipamento também pode ser útil para a segurança dos ocupantes

A Ford está testando uma tecnologia chamada Aviso de Velocidade Ideal para Sinal Verde. É um sistema que coleta informações sobre o tempo de abertura dos semáforos e informa o motorista a velocidade que deve manter para evitar o sinal fechado.
Essa tecnologia busca contribuir para a administração do fluxo de veículos em determinados horários. Quando em pleno funcionamento, vai realizar o sonho de todo motorista: não pegar nenhum sinal vermelho no caminho. Também é um recurso útil para zelar pela segurança, sobretudo em grandes centros urbanos.

A tecnologia está sendo testada no Reino Unido como parte do serviço de carros conectados UK Autodrive, o maior experimento de veículos autônomos e conectados do país.

Criado por 16 parceiros com financiamento de 20 milhões de libras, o estudo tem como foco tecnologias de comunicação veículo a veículo e veículo a infraestrutura para tornar a direção menos estressante e mais rápida, ajudando também a economizar combustível.

“Não há nada pior do que voltar para casa em determinadas situações e parar em um sinal vermelho atrás do outro”, diz Christian Ress, supervisor de Tecnologias de Assistência ao Motorista do Centro de Pesquisa e Engenharia Avançada da Ford Europa. “Dar aos motoristas um trajeto com sinal verde significa uma viagem mais segura, que reduz o trânsito, as emissões e o consumo de combustível.”

Os motoristas do Reino Unido que usam o carro diariamente passam o equivalente a dois dias por ano esperando no sinal vermelho. Tecnologias similares já são usadas por ciclistas em Copenhague e Amsterdã. Quando o motorista não consegue evitar um sinal vermelho, o sistema avisa o tempo que ele terá de esperar pela luz verde.

A Ford forneceu modelos Mondeo Hybrid (versão europeia do Fusion Hybrid) para esse estudo, que também testa um sistema de luz eletrônica de frenagem de emergência. Ele avisa quando um veículo à frente freia bruscamente, mesmo se estiver fora da visão, numa distância de até 500 metros.

No próximo ano serão testados também sistemas que avisam o motorista quando há um carro bloqueando um cruzamento à frente, ou uma ambulância, carro de polícia ou de bombeiros se aproxima.

Fonte: www.carpress.uol.com.br/

Gostou? Compartilhe!!