Quer economizar gasolina, garantir o bom desempenho de seu carro e deixar seus passageiros em segurança?

jul 21, 2020

Então, não se esqueça de manter os pneus de seu veículo sempre calibrados. É simples, fácil e dependendo do posto, o frentista o faz para você.

A verdade é que quando os pneus do veículo estão com pressão diferente da ideal, podem causar um aumento de até 10% do consumo de combustível, além de comprometer a sua vida útil com um desgaste irregular.  Os pneus com a calibragem incorreta tendem a perder a aderência com o solo e isso pode, na pior das hipóteses,  provocar um acidente, pois aumentam a distância percorrida em um caso de frenagem brusca e o risco de aquaplanagem.

Então, preste bem atenção, porque a displicência pode sair cara. E não há desculpas para não calibrar o pneu de seu veículo, pois praticamente todo posto de combustível oferece esse serviço gratuitamente.

Agora vamos as dicas de como calibrar corretamente.

1. Sempre use a pressão recomendada pelo fabricante do seu veículo. Normalmente essa informação pode ser encontrada facilmente no manual do carro e, em alguns casos, na porta do motorista.

2. Verifique o peso que seu carro está transportando, pois o aumento de peso implica na maior necessidade de pressão. Essas informações também estão no manual do seu veículo.

3. Evite utilizar calibradores desregulados ou em mau estado, com a mangueira ressecada ou com a válvula mal encaixada. Isso dificultará atingir a pressão adequada.

4. Faça calibração periódica, e não deixe passar um longo período de tempo antes de voltar a calibrar o pneu de seu veículo, pois, com o uso, ele tende a perder a calibração. O ideal é que esta seja feita ao menos uma vez por semana, se você utiliza seu veículo diariamente, do contrario, é recomendado calibrar a cada 15 dias.

5. Priorize calibrar os pneus quando eles ainda se encontram frios, antes de percorrer mais do que 2 ou 3 km, em alta velocidade. Isso porque a pressão interna dos pneus cresce com o aumento da temperatura e isso influenciará na calibragem correta. Caso não seja possível, procure acrescentar um pouco mais de pressão do que a recomendada para compensar.

6. Não se esqueça também de calibrar o estepe. Principalmente quando antecede a uma viagem. Afinal, de nada adiantará um estepe murcho.

Gostou? Compartilhe!!